Clipping - Destaques da Semana

Pesquisar
Assunto
Data de
Data até
Autor
Veículo

21/10/2021 00:00

ANTP| ANTP

ANTP pede a prefeito de BH que não sancione lei que extingue a BHTRANS

É com imenso pesar que a ANTP (Associação Nacional de Transportes Públicos) acompanha o processo de desmonte e extinção da BHTRANS.

Com mais de quatro décadas de luta e existência, esta Associação participa não apenas de forma intensa da história do transporte no país, bem como e por isso mesmo, se sente responsável pelo nascimento e formação de entidades sérias e eficientes que permitiram ao transporte público coletivo não apenas manter sua importância e essencialidade nos municípios, como garantir qualidade técnica e responsabilidade pública a seus agentes.

A ANTP, por isso mesmo, é antes de tudo parceira desta história, por ter acompanhado em seus históricos Congressos os debates e estudos que possibilitaram o crescimento técnico e a formação de toda uma leva generosa de brilhantes estudiosos e profissionais.

A importância das contribuições desses técnicos para a área do transporte e trânsito é algo reconhecido mundialmente. Basta acompanhar a quantidade de consultorias e equipes brasileiras que prestam serviços de apoio a outros países, todos respeitados e equiparados ao que existe de mais avançado no segmento.

Desnecessário dizer que a maior parte dessa inteligência nasceu e foi desenvolvida no interior de agências e empresas públicas como a BHTRANS, ganhadora de vários prêmios nacionais na condição de gestora de transporte e trânsito.

Extinguir uma empresa pública desse porte é um crime não só contra a inteligência na qual o país tanto derramou significativos investimentos nas últimas décadas, como é um risco grave justo num momento em que o transporte público coletivo urbano vive sua pior crise da história.

Sem recursos, e agora sem inteligência, a extinção da BHTRANS representa mais um golpe contra a essencialidade do transporte público.

Um país sem transporte público coletivo é um país que aceita a imensa desigualdade que nos divide.

Sem transporte não há empregos, não há economia, não há educação...

Sem BHTRANS não há transporte de qualidade. 

Logo, não mobilidade para os mais pobres, justamente os que mais precisam.

Ailton Brasiliense Pires, presidente da ANTP



Comentários

Leonardo - 22/10/2021 15:57:53
Em linhas gerais a extinção da BHTRANS não resolve o problema do transporte público em Belo Horizonte. Os problemas começariam a ser resolvidos com a reestruturação da empresa e redefinição dos contratos de prestação de serviço de transporte público. É importante estabelecer medidas mais duras de fiscalização e outras medidas, que favoreçam a população, exemplo: estabelecer um novo contrato que estimule maior oferta de transporte aos usuários e uso inteligente das tecnologias já existentes. Ex:
liliana piancastelli siqueira brina - 22/10/2021 15:45:48
Enfim um órgão técnico em nossa defesa!! Obrigada ANTP!

Comente

Nome
E-mail
Comentário
  * Escreva até 1.000 caracteres.
 
 



Envie o link desta página um amigo

Seu Nome
Seu E-mail
Nome do seu amigo
E-mail do seu amigo
Comentário