Clipping

Matérias, entrevistas, artigos sobre o mundo dos transportes públicos no Brasil e no Mundo

Pesquisar
Assunto
Data de
Data até
Autor
Veículo

28/07/2021 00:00

Diário do Transporte| Diário do Transporte

Com a liberação do projeto de BRT-ABC, Baldy diz que ônibus 0 km serão apresentados nos próximos dias; Idec contesta decisão

ADAMO BAZANI

Nos próximos dias, deve começar a circular por linhas da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), no ABC Paulista, parte da frota de 116 ônibus 0 km que foi comprada pela Next Mobilidade (ABC Sistema), SPE (Sociedade de Propósito Específico) criada no âmbito da prorrogação por 25 anos do contrato com a Metra, operadora do Corredor ABD de ônibus e trólebus desde maio de 1997.

A informação é do secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, na noite desta terça-feira, 27 de julho de 2021.

O aditivo, de R$ 22,6 bilhões válido até 2046, prevê a construção de um BRT (sistema de ônibus rápidos) entre São Bernardo do Campo, Santo André, São Caetano do Sul e São Paulo com veículos elétricos, além de a SPE assumir 85 linhas da extinta área 5 da EMTU (correspondente ao ABC), hoje operadas por diferentes empresas. O processo de assunção de linhas será gradativo e deve durar um ano, de acordo com os decretos assinados pelo Governador João Doria.

Como mostrou o Diário do Transporte, nesta terça-feira (27), por unanimidade, a 3ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo liberou a prorrogação do contrato, derrubando uma decisão anterior monocrática, que suspendia os decretos de Doria que possibilitam a renovação antecipada do contrato.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/07/27/justica-libera-por-unanimidade-o-brt-abc-e-as-85-linhas-da-emtu-para-a-next-mobilidade/

Baldy, ainda na postagem, comemorou a decisão.

“Tivemos a primeira vitória na justiça, que decidiu de forma unânime o prosseguimento do contrato de renovação antecipada com investimentos para uma importante área da Região Metropolitana de SP. A construção do BRT-ABC terá uma nova gestão para 85 linhas de ônibus. Além disso, entregaremos 116 novos ônibus nos próximos dias à população. Vamos seguir com esse importante projeto que também criará centenas de empregos e trará mais qualidade de vida para a população”

Entretanto, o Idec (Instituto de Defesa do Consumidor) contesta a decisão e pretende entrar na ação, como explicou ao Diário do Transporte, o especialista em mobilidade da entidade, Rafael Calaria

“O Idec lamenta profundamente a decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo, e irá estudar a melhor maneira de ingressar na ação para apontar que todos os erros e riscos que está medida gera, além da falta de transparência e de estudos, são muito superiores aos benefícios que o governo do estado sugeriu. Está medida irá encarecer o sistema de ônibus para o usuário, nos dois BRTs e em todo o ABC, e irá piorar a qualidade do transporte no médio prazo.”




Comente

Nome
E-mail
Comentário
  * Escreva até 1.000 caracteres.
 
 



Envie o link desta página um amigo

Seu Nome
Seu E-mail
Nome do seu amigo
E-mail do seu amigo
Comentário